Como evitar problemas de crescimento

A puberdade é o processo de transição entre a infância e a vida adulta, período em estamos nos tornamos aptos para a reprodução. Essa etapa é um processo de maturação biológica, quando ocorrem muitas transformações físicas, como aceleração do crescimento, modificação da distribuição de gordura, aumento da massa muscular (principalmente no sexo masculino), desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários, dos pelos, desenvolvimento das mamas, desenvolvimento genital, testicular, ovariano, além das modificações emocionais e psicológicas. Vários hormônios participam desse processo que, de forma simplificada, é desencadeado pelo aumento na secreção do hormônio liberador das gonadotrofinas (GnRH), que estimula a secreções responsáveis pelo estrógeno e testosterona.

“Toda criança que apresenta puberdade precoce certamente terá comprometimento na sua estatura. E quando os sinais aparecem e existe necessidade de tratamento, ele deve ser feito logo que o quadro se desenvolve, para que haja o resgate estatural e assim a criança ficará dentro do padrão de altura familiar”, comenta Dra. Angela Spinola, endocrinologista da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional São Paulo. .

Nem sempre os pais conseguem ‘enxergar’ esses sinais. Por isso, a médica reforça a necessidade de acompanhamento médico periódico, para avaliar ritmo de crescimento e ganho de peso, por exemplo. “Hoje em dia as crianças não deixam os pais verem os sinais. O aumento dos testículos nos meninos é um exemplo do que dificilmente é observado por eles, mas que necessita de avaliação médica”, explica Dra. Angela. Ela reforça que, muitas vezes, esses sinais só precisam de acompanhamento, mas em alguns casos podem ser indicadores de puberdade antes do tempo.

Quando o diagnóstico é demorado e a idade óssea da criança avança muito, ela poderá perder estatura. Mama, pelos pubianos, aumento dos testículos são sinais de puberdade que precisam de avaliação médica. Em alguns casos não há velocidade de crescimento aumentada nem idade óssea, basta acompanhar a evolução. Mas há casos em que o crescimento da mama, por exemplo, pode ser um sinal de atenção.

O período normal de puberdade pode variar entre oito e 14 anos, em média, nas meninas, e entre 10 e 15 nos meninos, com uma grande variação dentro de um mesmo grupo e de acordo a etnia, mas com tendência a manter um padrão familiar, genético.

O aparecimento de mamas em meninas antes dos oito anos de idade e o desenvolvimento dos testículos antes dos nove anos nos meninos deve ser avaliado cuidadosamente para esclarecer se a criança apresenta precocidade sexual.

 

 

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *